Dollarphotoclub_91831001Uma das questões mais sensíveis em qualquer mesa de RPG é o PVP. PVP significa Player Versus Player (Jogador Contra Jogador), e muitas vezes foi responsável pela destruição de um grupo. PVP é qualquer coisa que um jogador faça que diretamente antagoniza outro jogador, seja atacá-lo, roubá-lo, etc… Porém isso não significa que PVP seja algo necessariamente ruim.

Sempre antes de fazer um artigo, eu faço uma pesquisa. Eu vou em diversos sites, fóruns e blogs e procuro opiniões que complementam ou discordam das minhas próprias, e tento construir um artigo informativo que mostra todos os lados de um problema. Eis que estou aqui agora digitando esse artigo quando eu percebo que nenhum assunto que eu tratei até agora é mais divisivo que PVP na mesa de RPG, portanto apertem seus cintos, e já vou deixar avisado: Não existe uma resposta certa. Se PVP vai ou não funcionar para você depende em um grande número de fatores. Nesse artigo nós vamos passar por esses fatores, um por um, e se a sua mesa não passar por todos eles, é provável que PVP não é o caminho certo para vocês.

Vamos falar primeiro sobre o sistema em si: Poucos RPGs foram feitos com PVP em mente. D&D é um jogo onde todo o equilíbrio depende dos jogadores trabalharem em grupo, e o sistema de dificuldade está atrelado à monstros, e não escala bem para PVP. Já outros sistemas, como Vampiro: A Máscara, foram feitos para suportar esse tipo de combate, já que o inimigo é primariamente outros vampiros. Quando considerando permitir ou não PVP na sua mesa, é importante ver se o sistema é próprio para esta “atividade”.

Porém mesmo se o sistema permite isso, não significa que é uma boa ideia. Ultimamente, o sucesso de PVP está atrelado à uma variável: O nível de maturidade dos jogadores. O principal problema de PVP é quando a briga passa do jogo para o mundo real. É uma coisa se o Paladino odeia o Necromancer, é outra se o Pedro odeia o Felipe. PVP frequentemente leva à discussões e brigas fora de personagem, já que muitos jogadores tendem a levar o que acontece dentro do jogo para o lado pessoal. A capacidade de separar o jogo da vida real é uma habilidade de extrema importância, mas que infelizmente nem todos têm. Eu diria que, em média, pelo menos 1/3 de uma mesa de RPG não possui essa habilidade, e geralmente é aí que os problemas começam.

Se o Paladino de Pedro atacar o Necromancer de Felipe, e Felipe não for capaz de fazer essa separação, inevitavelmente uma discussão vai começar, principalmente se Felipe pensa como si, e não como o seu personagem. Recentemente eu postei um artigo com dicas sobre como ser um melhor Roleplayer. A última dica é a parte importante para essa discussão: “Você não é seu personagem”. Jogadores que levam coisas para o lado pessoal falham nesse quesito, e muitas vezes sentem que os sucessos, falhas e dificuldades dos personagens na verdade se aplicam à eles como pessoas. Todos querem “vencer”, porém quando outro personagem de jogador fica no caminho deles, é mais fácil ver o “jogador” do que o “personagem”.

Da mesma forma que é fácil ver uma ação contra o seu personagem como uma ação contra você, também é fácil fazer uma ação contra um personagem que é na verdade uma ação contra o jogador. RPG é algo que te dá muita liberdade em como agir, e para jogadores imaturos, dá a eles uma forma de fuder com algum jogador que eles não gostam através do jogo.

Então, ter jogadores que não sabem distinguir o jogo da vida real é um sinal vermelho para PVP.

A seguir, nós temos aquele cara. Se a sua mesa tiver aquele cara, esqueça PVP. Aquele cara vai roubar dos outros jogadores e geralmente fazer tudo sob seu poder para torná-los miseráveis. Porque para ele isso é divertido. A única forma de PVP dar certo em uma mesa com aquele cara é se todos na mesa forem aquele cara. Se esse for seu caso, boa sorte soldado.

O próximo fator na nossa lista é experiência. PVP vai funcionar melhor se a mesa for composta de jogadores experientes. Novos jogadores ainda estão no processo de descobrir os detalhes do jogo, e em muitos casos, jogadores novos acreditam que PVP é uma parte normal do jogo. Na grande maioria dos jogos, não é. Se a sua mesa for composta de jogadores novos, eu altamente recomendo banir PVP, explicar para o grupo que PVP é um quesito complexo e avançado e é melhor eles adquirirem mais experiência com jogo em grupo antes de sequer considerar PVP.

Então, todos os jogadores são pessoas maduras, ninguém é aquele cara e todos tem um bom nível de experiência, podemos cair na porrada? Bem, não, ainda não. A última grande fronteira que separa PVP fracassado de PVP de sucesso é se todos os jogadores e o mestre concordam com PVP. Não adianta passar em todos os quesitos anteriores se metade da mesa quer PVP e a outra metade não quer.

Antes de qualquer campanha, todos devem se reunir e discutir se PVP será algo permitido ou não. Se todos os jogadores forem maduros, ninguém for aquele cara, todos tiverem experiência e todos concordarem com PVP, então parabéns! PVP pode oficialmente ser permitido.

PVP é algo que pode adicionar bastante realismo e sabor ao jogo. Proibir PVP é algo que pode ser difícil se o mestre quer se focar em imersão. Não é exatamente fácil impedir um personagem de esfaquear outro personagem adormecido sem completamente destruir qualquer semblante de realismo. Porém com uma mesa própria, PVP permite que situações evoluam em cenários únicos, sem o risco de brigas fora do jogo, jogadores que fodem o grupo só por diversão ou um jogador novo que eventualmente vai virar aquele cara porque as primeiras experiências de RPG dele foram em um ambiente antagonista onde ninguém explicou para ele que aquilo não é a norma.

Nas minhas mesas, PVP sempre foi permitido. O último problema fora de jogo que eu tive causado diretamente por discussões dentro do jogo aconteceu a cerca de 5 anos atrás, e desde então todos os envolvidos amadureceram ao ponto que hoje, mesmo com PVP “ligado”, eles são capazes de trabalhar em grupo e não saem procurando motivos para matar uns aos outros. Se vocês estão lendo isso, saibam que eu adoro vocês, mesmo se vocês me fazem perder alguns fios de cabelo a cada sessão <3